top of page

O Bem-te-vi vê o homem

Cecília Gomes Cunha Sigali

O Bem-te-vi pousou

Flores, brisa, observou

Absorto ficou ao ver

um ser irrequieto e acelerado em seu viver.

Óh com tantas habilidades,

com essa esplêndida moradia...

Por que será que esse bicho homem não se satisfaz?


Sagaz e prudente se afastou

Demorou um pouco mais em seu observar

Vejo daqui que muito possui, ora se menos tivesse

Talvez mais sereno pudesse

viver, sonhar e amar.

Ao sair para novos vôos

só restou a ele cantar

- Bem-te-vi!



Cecília Gomes Cunha Sigali


Pedagoga com Especialização em Educação Infantil


Atuando desde 2006 na Rede Pública de Ensino da Primeira Infância em São Paulo


Em formação na V Turma de Seminário Waldorf Botucatu - SP

196 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page